Valeu, seu Zé!

O Zé Araújo, seu Zé do Cruzeiro, viveu 79 anos na região do Morro Santa Tereza, na Zona Sul de Porto Alegre (RS). Na década de 1970, aquele morro “não tinha água, não tinha luz, não tinha ônibus, não tinha nada”, como ele mesmo disse em uma entrevista ao Repórter Popular, e fi naquele conjunto de nadas que seu Zé viveu e resistiu.

Resistiu contra as remoções das obras da Copa de 2014 e antes defendeu a democracia na tentativa de golpe em 1961. Foi, segundo tantos depoimentos, um ativo lutador social de Porto Alegre, um homem inspirador, um amigo de luta. Seu Zé morreu na última segunda-feira, 15, deixando saudade, exemplo e uma mensagem: a luta não pode parar. Abaixo, segue uma nota de solidariedade da Rede Jubileu Sul Brasil à família e amigos de luta do seu Zé.

Seu Zé, José Araujo, foi um homem incansável na luta pelo direito à moradia dentro do Comitê Popular da Copa de Porto Alegre. Caminhou conosco nestes últimos anos sempre no compasso da resistência, da busca da justiça.

Homem com coração gigante, pleno de amor e acolhedor. Apaixonado e apaixonante! Homem de fé e de trincheiras.

Seu Zé, deixa esse plano, mas sempre estará em nossos corações, em nossos pensamentos e sempre presente na luta da Vila Cruzeiro, em Porto Alegre, e em nossa luta.

A Rede Jubileu Sul Brasil se solidariza com toda sua família, companheiras e companheiros de luta em Porto Alegre.

José Araujo, presente!

A seguir

Diagnóstico sobre Jubileu Sul Américas revela que mulheres são o foco e a sustentação da rede

Diagnóstico sobre Jubileu Sul Américas revela que mulheres são o foco e a sustentação da rede