Jornada Nacional “COPA PRA QUEM?”

ATOS POPULARES UNIFICADOS EM 12 CAPITAIS DO PAÍS

Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa – Semana de 10/6 a 16/6

Com o início da Copa das Confederações, no dia 15 de junho, a Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa – ANCOP e a RESISTÊNCIA URBANA – Frente Nacional de Movimentos realizarão, durante toda a semana, uma série de ações e atos em diversas cidades do país para perguntar “Copa Pra Quem?”, e denunciar as violações de direitos humanos que estão ocorrendo por conta da realização dos megaeventos esportivos (Copa 2014 e Olimpíadas 2016) e dos megaprojetos.

São Paulo realizará o ato “Copa Pra Quem?” no dia 14, na Av. Paulista. O Comitê Popular da Copa se concentrará às 14hs, em frente ao número 1800 e a Ação Unificada com as ocupações da resistência Urbana se iniciará as 16hs, no MASP e seguirá em marcha pela Avenida. Haverá escracho do José Maria Marin e futebol na rua (time do capital x time do povo).

Em Brasília, sede da abertura da Copa das Confederações, haverá um grande ato no dia 15, domingo, às 10hs, com concentração na Rodoviária / Feira da Torre. Dia 14, mobilização no plano piloto.

No Rio acontecerá a “Copa Popular – Contra as Remoções”, no dia 15 de junho, no Quilombo da Gamboa, a partir das 9h. O campeonato quer promover a integração das comunidades ameaçadas de remoção na cidade no processo de preparação do Rio de Janeiro para receber grandes eventos esportivos.

Em Curitiba, no dia 14, haverá uma grande Marcha de ocupações e afetados pela Copa, com concentração na Praça Sales Andrade, às 9h30.

Em Belo Horizonte o II Seminário do Comitê Popular dos Atingidos pela Copa de BH será realizado nos dias 13, 14 e 15. O encerramento será com uma “Copelada” na rua.

Em Natal, no dia 13, acontecerá o Abraço ao Parque, que tem por finalidade chamar a atenção da sociedade natalense e dos seus gestores para a inaceitável desapropriação de cerca de 30 mil m² do Parque das Dunas, assim como o investimento de 221 milhões em 4 km de via (aproximadamente 55 milhões por km), para a execução da obra de reestruturação da Avenida Eng. Roberto Freire.

Em Porto Alegre o ato será no dia 14, às 19h, no Largo Glenio Peres.

No dia 10, em Salvador, o Comitê Popular da Copa de Salvador reuniu no espaço do Memorial das Baianas de Acarajés diversos atores sociais para apontar os impactos negativos provenientes das ações da Copa de 2014 aos auditores da Secretaria Interna da Presidência da República. No dia seguinte o debate foi aprofundado.

Haverá ainda mobilizações em capitais que, apesar de não serem cidades-sede da Copa, estão sofrendo o impacto da exclusão e especulação imobiliária relacionadas aos megaeventos no país, em especial com despejos e remoções:

Em Belém haverá uma marcha de comunidades, no dia 14, com concentração às 9hs, no Ver-o-Peso.

Em Palmas os trabalhadores sem-teto realizarão uma manifestação no dia 14 na Avenida principal da cidade, a Jucelino Kubichek, a partir das 16hs.

Em Teresina haverá mobilização no dia 14.

Em Boa Vista haverá mobilização das famílias da Ocupação Augusto Mariano também no dia 14.

A negligência aos direitos humanos e sociais no Brasil sempre existiu, e está se intensificando nos preparativos para o evento Copa do Mundo, promovido pela FIFA (entidade com fins lucrativos). São mais de 250 mil pessoas entre removidas e ameaçadas de remoção, gastos que podem chegar a R$ 100 bilhões (aumentando a dívida pública), aumento da exploração sexual, aumento da criminalização e repressão, e inúmeras outras violações que nos fazem perguntar: “Copa Pra Quem?”.

Vídeo “Quem ganha com esse jogo?”: http://www.youtube.com/watch?v=HmoLZBtqQ3c

Sites: http://portalpopulardacopa.org.br/ e resistenciaurbana.org

Abaixo-assinado contra a exploração sexual: http://www.change.org/pt-BR/petições/governo-federal-entre-em-campo-pelos-direitos-de-crianças-e-adolescentes

Durante todo o mês de junho estaremos enviando mais informações. Leia o Manifesto Unificado.

Contatos:

Belém: Regina (91 8328-0792) / Rui (91 8255-6788)

Belo Horizonte: Rafael (31 8812-0110)

Boa Vista: Maria Ferraz (95 9153-0292)

Brasília: Edson (61 8139-5814) / Duda (61 8148-9125) / Francisco (61 9222-1658)/ Larissa (61 9684-5609)

Curitiba: Fernando (41 9911-4274) / Crisanto (41 9815-8685)

Natal: Eloísa (84 8756-9737)

Palmas: Mendonça (63-8102-7279)

Porto Alegre: Cláudia (51 9666-9274)

Rio de Janeiro: Mário Campagnani (21 9849-2025)

Salvador: Argemiro (31 7510-5049)

São Paulo: Simões (19 8219-4185) / Guilherme (11 98375-4701) / Patrícia (11 96716-7244)/ Thais (11 99755-2474)

Teresina: Romualdo Brasil (86 9938-0500).