Cúpula Anti-imperialista e Anticolonialista começa nesta quarta, 31

Começa nesta quarta-feira, 31 de julho, a Cúpula Anti-imperialista e Anticolonialista, que será realizada em Cochabamba até a próxima sexta-feira, 02 de agosto. O evento está sendo organizado pela Coordenação Nacional para Mudança (Conalcam), por sua sigla em espanhol) que agrupa os movimentos sociais bolivianos.

Cerca de 20 organizações argentinas anunciaram que participarão da cúpula, entre elas: Sabaleros del Remanso, Convocatória pela Liberação Nacional e Social, FM Riachuelo, Coordenação Latino-Americana de Movimentos Territoriais Urbanos, Cooperativa de Moradia Los Pibes, Cooperativa de Trabalho Federal Los Pibes, Organização Social e Política Los Pibes (foto), Encontro Nacional e Popular Latino-Americano, Agrupamento Eva Perón, Corrente Política Enrique Santos Discépolo, Movimento Nacional Campesino Indígena-CLOC-VC, Cooperativa Su Lavandería, Agrupamento Envar El Kadri, Movimento de Trabalhadores Excluídos, Brigada 1958, Federação Juvenil Comunista, Movimento Patriótico Revolucionário Quebracho, Projeto Nacional, Confederação de Trabalhadores da Economia Popular do Movimento Evita, e a Assembleia do Parque Lezama.

A convocatória argentina tem como objetivo protestar contra a “agressão” sofrida pelo presidente da Bolívia, Evo Morales (foto) por países europeus, que impediram o tráfego aéreo do avião presidencial em seus espaços aéreos. “Essa convocatoria mostra a convicção e a maneira que as organizações populares alinhadas com um projeto de Pátria Grande, Livre e Soberana respondemos: repudiando a violência e a prepotência do imperialismo yankee, debatendo, planejando e coordenando ações e mobilizações nacionais e regionais”, afirma o comunicado das organizações argentinas.

Fonte: Adital