Comitê Popular da Copa de Curitiba realiza ato para denunciar irregularidades em obras

Manifestantes entregarão estudo intitulado “Copa do Mundo e violações dos Direitos Humanos em Curitiba” para representantes do governo do estado e da prefeitura

 Da Redação – Brasil de Fato

Nesta terça-feira (18), a Fifa será recebida com protesto em Curitiba (Paraná). Na visita que decidirá se haverá ou não jogos na cidade, o Comitê Popular da Copa na região fará uma mobilização para denunciar irregularidades e violações cometidas na preparação da Copa do Mundo.

O financiamento das obras da Arena da Baixada será o ponto central das reivindicações. O custo da reforma do estádio – que pode ficar fora do mundial – pulou de R$ 130 para R$ 264 milhões. Nesta semana, o presidente do Atlético Paranaense, Mario Celso Petraglia, anunciou que os valores podem subir ainda mais e atingir a marca de R$ 330 milhões.

Membros do comitê entregarão também um estudo intitulado “Copa do Mundo e violação dos Direitos Humanos em Curitiba” para representantes da prefeitura e do governo do estado.

A caminhada começará à partir das 15h30 na frente de Prefeitura e rumará ao prédio do Ministério Público Estadual onde será entregue uma representação oficial do Comitê denunciando as irregularidades.

Além disso, um documento será entregue aos órgãos responsáveis pela Copa na cidade questionando o papel que a Polícia Militar terá nos protestos durante os jogos e como funcionarão os tribunais especializados para o julgamento de possíveis atos de violência no evento.