Rede Jubileu Sul participa de atividade autogestionada em encontro sobre os BRICS

A rede Jubileu Sul Brasil realizará o lançamento da cartilha “Copa para que (m)?”, seguido de do debate “BRICS – Um banco a mais pra quem”. A atividade acontece dentro do encontro “Diálogos sobre Desenvolvimento: os BRICS na perspectiva dos Povos”, que acontecerá de hoje (14) a 16 de julho, no Condomínio Espiritual Uirapurú (Ceu), em Fortaleza, Ceará.

O lançamento e debate estão agendados para amanhã, dia 15, das 10h às 12h. A mesa será formada por Sandra Quintela (Políticas Alternativas para o Cone Sul); Ana Garcia, professora de Relações Internacionais da UFRJ; Weyne Thiago e Rosi Mendes, representantes de comunidades atingidas pela Copa. A mediação será feita por Igor Moreira (Movimento dos Conselhos Populares e Jubileu Sul Brasil).

O encontro acontece em paralelo à 6ª Cúpula dos BRICs, que reúne na capital cearense, representantes do Brasil, Índia, África do Sul, China e Rússia. O momento, puxado pelos movimentos sociais organizados, quer questionar os modelos desenvolvimentistas que têm mostrados sérios impactos para a sociedade em nome de progresso e suposta independência financeira.

As discussões estão distribuídas em várias atividades autogestionadas, levantando aspectos ligados à criação dos BRICS. O encontro Diálogos sobre Desenvolvimento: os BRICS na perspectiva dos Povos contará coma a participação de integrantes de movimentos sociais do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Também participarão representantes de países da América Latina e África.

Cartilha

Elaborada pela Rede Jubileu Sul Brasil e Políticas Alternativas para o Cone Sul (PACs), a cartilha “Copa para que (m) – Quem vai pagar a conta?” trata dos gastos exorbitantes levado adiante em parceria entre FIFA e governos. É uma denúncia clara sobre prioridades de investimentos num país com várias dívidas financeiras e sociais.

Baixe aqui a cartilha.

Revista Contracorrente

Durante o encontro também será lançada a 6ª edição da Revista Contracorrente, cujo título é “Banco dos BRICS: o que está em jogo com a criação de um novo banco de desenvolvimento?”, que contou com colaboração do Jubileu Sul. A publicação busca refletir sobre a co-relação com os processos relacionados ao financiamento ao desenvolvimento e um possível novo modelo de desenvolvimento. Chega-se a conclusão de que o novo não e tão novo assim e que o novo modelo pode favorecer a apropriação dos territórios pelo capital e exacerbar o processo de impunidade e de erosão dos direitos.

Local

O Condomínio Espiritual Uirapurú (CEU) fica situado à Avenida Alberto Craveiro 2222, bairro Boa Vista, em Fortaleza. O telefone para contato é o (85)3477.39 00

Para mais informações sobre a atividade do Jubileu Sul:

Francisco Vladimir [55 85] 9969.7804

Ana Rogéria [55 85] 85.9813.4966