MCP realiza II Ciclo de Debates e Formação Popular no Conjunto Palmeiras, em Fortaleza (CE)

No próximo sábado, 15, o Movimento dos Conselhos Populares (MCP), entidade membro da Rede Jubileu Sul Brasil, realizará o II Ciclo de Debates e Formação Popular em uma das comunidades onde se articula, no Conjunto Palmeiras, em Fortaleza.

Homem desenvolve projeto de empreendedorismo
“Empreendedorismo: estratégias do capitalismo em crise e seus impactos na periferia e no movimento comunitário”

O tema da formação será “Empreendedorismo: estratégias do capitalismo em crise e seus impactos na periferia e no movimento comunitário”. O objetivo é debater a crise do trabalho, o empreendedorismo como ideologia de dominação, a dessacralização do trabalho, a autonomia, e sobretudo, pensar e compartilhar experiências que já estão acontecendo como alternativas autônomas às relações de trabalho capitalistas e individualistas.

Para Emanuela Ferreira Matias, uma das mobilizadora popular do MCP, tratar desse tema na comunidade é importante para que se possa avaliar os impactos do empreendedorismo na região, apontando o que avançou e retrocedeu desde a década de 90 até os dias de hoje, como também refletir sobre a desmobilização dos movimentos sociais no Conjunto Palmeiras que tiveram forte expressão na década de 80 na construção do bairro. Além disso, pensar alternativas, que de forma coletiva, mobilizem e gerem renda, trabalho sustentabilidade e mobilizações para a comunidade do Conjunto Palmeiras.

Para os organizadores do evento, o Brasil atravessa uma crise de muitas dimensões que perpassa não só a política, a economia, a sociedade, mas a própria existência. “Não se trata mais de uma ameaça: a morte, adoecimento e sofrimento, já estão sendo operados a todo vapor e nos afeta em cheio”, apontam os articuladores, em carta intitulada Projeto de vivências e reflexões proposto pelo MCP.

Outros ciclos de formação estão programados terão os seguintes temas:

-Estado e População
-Espiritualidade
-Capitalismo e crise ambiental

Os momentos de formação têm o apoio do Bé-Ruys-Fonds, organização alemã que apoia pequenos projetos de trabalho pela paz, justiça e integridade da criação, acolhida ecumênica e ajuda à refugiados, além do diálogo entre religiões, crenças e estudos teológicos da libertação. A Rede Jubileu Sul Brasil também apoia a iniciativa do MCP em realizar esse ciclo de debates e formação.

O II Ciclo de Debate e Formação Popular acontecerá, no dia 15 de fevereiro, na Associação dos Moradores do Conjunto Palmeira (Asmoconp), que fica na Avenida Valparaiso, 698 – Conjunto Palmares – Fortaleza/CE.

Veja abaixo a programação:

08:30 – 09:00 Acolhida e abertura
09:00 – 09:10 Introdução ao tema
09:10 – 10:10 Balanço das experiências Palmeiras
mobilização popular na construção do bairro empreendedorismo a partir do microcrédito limites: desmobilização etc.
10:10 Intervalo na discussão
10:30 A crise do trabalho e o empreendedorismo como armadilha para dominação dos pobres: quarta revolução tecnológica, capital especulativo, ideologias individualistas.
Relatos cotidianos dos impactos dessas transformações nas periferias
11:30 Alternativas: organização comunitária, autonomia
Experiências.
12:30 Informe sobre Plano Diretor Fortaleza.
12:50 encerramento e almoço.

Mais informações com Igor Moreira (85) 99714-0147/ Francisco Fernando (85) 98887-7310/ Francisco Vladimir (85) 997036769/ Emanuela Ferreira Matias (85) 986553817.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Povos indígenas ocupam congresso nacional em defesa do apoio irrestrito aos seus direitos originários. Contra ao PL que regulamenta mineração e empreendimentos em terras indígenas.
A seguir

Nota de repúdio contra o projeto de lei nº 191/20, que regulamenta a exploração de bens naturais nas terras indígenas

Nota de repúdio contra o projeto de lei nº 191/20, que regulamenta a exploração de bens naturais nas terras indígenas