[NOTÍCIA] Por melhoria no trânsito, moradores do conjunto Palmeiras realizarão ato em frente à sede da AMC, em Fortaleza

Moradores do conjunto Palmeiras e integrantes do Movimento dos Conselhos Populares (MCP) realizam um ato de reivindicação nesta terça-feira, às 9h, em frente à sede da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania, a AMC, situada à avenida Aguanambi, em Fortaleza. A pauta de reivindicação diz respeito aos inúmeros e constantes acidentes que vêm ocorrendo no bairro por conta da falta de sinalização e estrutura necessária para garantir a segurança no trânsito dos moradores. O MCP permanecerá na sede até conseguir uma resposta do órgão responsável.

Desde do dia 13 de maio do ano passado, o MCP protocolou o pedido de reunião para tratar do assunto. Um ano e dois meses depois não houve nenhuma resposta do órgão para tratar do assunto, que voltou a ser ponto de reivindicação durante o Acampamento pelo Direito à Cidade, no dia 19 de maio deste ano.

Wayne Tiago da Silva, morador do bairro e integrante do MCP, afirma que até agora não houve nenhum retorno dos órgãos municipais para resolver o problema, que tem vitimado crianças, jovens e idosos. Os acidentes, inclusive com vítimas fatais, aumentaram depois da construção da ponte que liga o Palmeiras ao conjunto José Walter, pois houve incremento de fluxo no bairro gerando transtornos e os acidentes.

“Já fizemos alguns atos dentro do bairro para chamar atenção, mas sem nenhum retorno. Por isso estamos organizados e vamos agora até a sede da AMC para resolver este problema. Queremos sinalização, semáforos, placas, enfim tudo o que possa reduzir esses acidentes”, falou Wayne.

De acordo com o pedido reivindicatório do Movimento, é preciso sinalização nas avenidas do bairro, como a Valparaíso, Castelo de Castro e Catolé, que concentram boa parte do trânsito no local. Também demandam semáforos, redutor de velocidade, faixas e placas nas ruas de trajeto de ônibus e topics.

Outras demandas envolvem ainda a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) como assentos nas paradas de ônibus e mudanças no ponto final de algumas linhas, pois onde os motoristas de ônibus estacionam atualmente para lanchar ou almoçar está sendo frequente abarroamentos e até atropelamentos.

O MCP permanecerá na sede até conseguir uma resposta do órgão responsável.

Para mais informações:
Wayne Tiago – 85 8869.2963
Igor Moreira – 85 9714.0147
Rogéria Araujo – 85. 9813.4966 ou 85. 8683.8141

A seguir

Soberania e dívida externa

Soberania e dívida externa