[NOTÍCIAS] Marcando o dia mundial dos Direitos Humanos, curso discute 50 anos do golpe no Brasil

Há 50 anos, o Brasil vivia um dos momentos mais intensos de sua história política. Diante do avanço dos movimentos populares e das tentativas de reformas de base buscadas pelo governo de João Goulart, poderosos grupos econômicos nacionais e estrangeiros conspiraram para dar um Golpe de Estado em abril de 1964. A conspiração envolveu também os setores mais conservadores entre os militares, na Igreja Católica e parte da grande imprensa da época.  Para discutir as reverberações deste período nos rumos do país,será realizado, de 9 a 11 de dezembro, o curso “50 anos do golpe :  quem ganhou e quem perdeu com a ditadura no Brasil”.

A atividade acontece na Fundação Educacional Unificada Campograndense (Feuc) a partir das 18h.  As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no e-mail citado abaixo. Organizado pelo Pacs, Coletivo Mais Verdade, Instituto de Formação Humana e Educação Popular (Ifhep) e pela Feuc, o curso será ministrado por historiadores, economistas e integrantes de movimentos sociais.

pacs400

Quem lucrou com o golpe?

A Ditadura Empresarial-Militar instalada naquele ano durou até 1985, deixando um rastro de perseguições aos trabalhadores e opositores, assassinatos, torturas, censura, dentre outras graves violações de Direitos Humanos. Mas o regime de exceção também deixou um legado de aumento de desigualdades sociais, concentração de renda, explosão da dívida pública e consolidação do poder econômico do capital monopolista no Brasil.

Diante de tudo isso, vale a pena perguntar: hoje, meio século depois do golpe de 1964, quem se beneficiou com a Ditadura? Quais os grupos econômicos que estiveram por trás do golpe? Quais setores e classes sociais foram os mais prejudicados economicamente? Quais empresas que existem até hoje devem explicações à sociedade sobre sua relação com o Estado de Exceção? O que os casos de corrupção de hoje tem a ver com a relação estabelecida entre o empresariado e o governo durante o regime ditatorial. Buscar respostas a essas questões é o objetivo principal do curso.

Serviço:

Curso 50 anos do golpe: quem ganhou e quem perdeu com a ditadura no Brasil
Realização:PACS, Mais Verdade e IFHEP e FEUC
Apoio: Pão para o Mundo, DKA
Inscrições no local ou pelo email: secretaria@pacs.org.br

Programação:
9.12.14, terça / 18h
RENATO LEMOS, professor do IFCS/UFRJ – O que resta da ditadura
LUIZ MÁRIO BEHNKEN, economista do CORECON-RJ – O que resta da democracia

10.12.14, quarta / 18h
ELAINE BORTONE, doutoranda de História Social na UFRJ. – Como se constrói um golpe
MARCOS ARRUDA, socioeconomista do PACS e Rede Jubileu – Ditadura sem perdão! E a dívida?

11.12.14, quinta/ 18h
PEDRO CAMPOS, UFRRJ – A ditadura das empreiteiras ontem e hoje
MARCO PESTANA, doutorando de História da UFF e professor da rede pública – Remoções de favelas, da ditadura à democracia

Por Iara Moura/Comunicação Pacs

A seguir

[NOTÍCIAS] Protestos pro-Palestinos acabam com projeto militar da israelense Elbit Systems no Rio Grande do Sul

[NOTÍCIAS] Protestos pro-Palestinos acabam com projeto militar da israelense Elbit Systems no Rio Grande do Sul